Grupo de refugiados islâmicos foram espancados na Rússia ao tentarem estuprar mulheres

0

Um grupo de 51 refugiados foi surrado por uma multidão de nativos em Murmansk, na Rússia, após tentarem estuprar mulheres dentro de um clube, nesse sábado. O resultado foi exatamente o esperado: vários refugiados islâmicos terminaram no hospital e 33 foram presos.

O detalhe irônico (se não fosse trágico) é que os refugiados em questão haviam sido banidos da Noruega por questões de comportamento. Tentaram a sorte na Rússia. Só que na terra da vodka há menos tolerância com a violência sexual praticada por refugiados islâmicos contra mulheres.

Entre os defensores das mulheres, um disse que “Colônia fica a 2,500 quilômetros de Murmansk”.  (referente as centenas de agressões sexuais ocorridas). Foi uma dura lição de geografia.

CURTA O JORNAL EXPRESSO DIÁRIO NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS