Grupo de refugiados islâmicos foram espancados na Rússia ao tentarem estuprar mulheres

Um grupo de 51 refugiados foi surrado por uma multidão de nativos em Murmansk, na Rússia, após tentarem estuprar mulheres dentro de um clube, nesse sábado. O resultado foi exatamente o esperado: vários refugiados islâmicos terminaram no hospital e 33 foram presos.

O detalhe irônico (se não fosse trágico) é que os refugiados em questão haviam sido banidos da Noruega por questões de comportamento. Tentaram a sorte na Rússia. Só que na terra da vodka há menos tolerância com a violência sexual praticada por refugiados islâmicos contra mulheres.

Entre os defensores das mulheres, um disse que “Colônia fica a 2,500 quilômetros de Murmansk”.  (referente as centenas de agressões sexuais ocorridas). Foi uma dura lição de geografia.

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS EM PRIMEIRA MÃO. CURTA E SIGA NOSSAS MÍDIAS SOCIAIS NOS BOTÕES ABAIXO

COMENTÁRIOS