Torcida do Galo celebra René Barrientos, general que mandou executar Che Guevara

Após a torcida Máfia Azul, do Cruzeiro, confeccionar uma bandeira onde celebra o terrorista morto Che Guevara; a Galoucura, torcida do principal rival Atlético, mandou fazer uma bandeira onde retrata o general boliviano René Barrientos, responsável pela ação que matou o guerrilheiro argentino.

O caso, rememorado dos anos 90, vem a tona neste dia 14 de junho, quando a esquerda comemora — em diversas postagens nas redes sociais — o aniversário de Che Guevara.

Em outras oportunidades, ambas as torcidas definiram as bandeiras como forma de nutrir a rivalidade clubística, se desvencilhando de propósitos políticos, mas a verdade é que, atualmente, após a desconstrução completa de Guevara, a bandeira atleticana ecoa o que muitos brasileiros anseiam: justiça e e ordem.

COMENTÁRIOS