Angola, o regime, a sua propaganda e a realidade; João Lourenço o famoso demagogo

Parece que ninguém consegue travar João Lourenço e, isto nos dá a certeza para uma outra Victória dele em 2022 e do Partido MPLA, que eu sempre disse ser o inimigo do Povo e vai completar 52 anos no poder, não existe nenhum Povo na terra que seja governado por um só Partido meio Século.

Quando eu dizia, não falem do Eduardo dos Santos como se a saída dele fosse a solução final dos problemas dos angolanos sempre disse falemos do MPLA porque Eduardo estava no seu fim e o MPLA continuaria e que, ninguém teria mais a capacidade de dizer algo contra o MPLA; todos duvidaram, ao ponto de, esquecerem de exigir ao Eduardo dos Santos, antes da sua saída, retificar o CNE que faz o MPLA ganhar sempre e, assinar o decreto que outorgou o direito do Voto aos angolanos na Diáspora, um direito do cidadão que o MPLA tirou a centenas de angolanos; por fim acabar os excessos de poder do presidente da República, miguem ouviu como sempre agora, olhem onde chegamos, ninguém mais pia, nenhum Partido da oposição consegue segurar João Lourenço, os políticos amantes do parlamento, não sabem o que fazer, o que dizer, onde segurar e o homem vai ganhando terreno a nível Internacional, com a fama de marimbondo, luta contra a corrupção o único presidente africano que, conseguiu colocar o filho do seu antigo chefe de Estado na cadeia.

Nós cá fora, estamos a travar uma luta incrível, se não toda a comunidade Internacional cai na propaganda do MPLA e J. Lourenço e, os demais estão aí, nas mamadas como sempre a atacarem os Portugueses, e ao mesmo tempo viajarem em Portugal, na Europa, a ganhar salários no parlamento e o João Lourenço vai preparando o seu terreno para ganhar mais em 2022.

Nós cá fora levantamos nos para travar o presidente do MPLA de ser considerado como, THE MAN OF THE YEAR que luta contra a corrupção isto é falso pois perguntamos: onde esta Manuel Vicente? Quem mais foram trancados a não ser os próximos do José Eduardo dos Santos? O que aconteceu com os demais dirigentes do MPLA que conhecemos, terem saqueado o erário público e ter levado milhões e milhões de dólares para investir fora de Angola?

Em 2022 melhor preocuparem-se em ser só Partidos dos deputados e críticos do regime como estão acostumados e saibam que vão perder assentos no Parlamento, que tanto gostam porque a fama do Presidente do MPLA será maior, então que muitos se preparem e que façam economias pois deixarão de ser deputados porque os lugares serão reduzidos, os que devem continuar são conhecidos os tais eternos deputados amantes do Parlamento sem nada contribuir, aqueles que nadavam o rio com uma mão e cortavam o mato com uma perna os (special one) contadores de anedotas do passado, para se fazerem de gigantes e intimidar a juventude…

Este livro ou documento curto e preciso, está a ser distribuído na Europa e na América, todos os Governos, empresários, pessoas com influência internacional, judeus, Banqueiros, para que ninguém se deixe levar na demagogia comunista do MPLA e seu Presidente. Isto é um dejà vu José Eduardo dos Santos que tornou o diabo de todos também foi bem recebido nos anos 80, e muitos que escreveram livros falando em diamantes, expondo as trafulhices do regime e muito mais, também foram recebidos pelo antigo ditador de igual modo que Lourenço os recebe hoje, e depois todos conhecemos o fim da história, na minha terra do Uíge diz -se: e nkutu ‘a zowa kumbu mosi kaka I siwang’o koko, quer dizer: no saco do burro só se rouba la uma vez. Os intelectuais angolanos adoram ser roubados centenas de vezes.

Este documento não desvenda só o Presidente do MPLA mas também, esclarece o porquê a coitada e teimosa Oposição não consegue mexer -se e dizer algo, contra a administração do Lourenço, mostramos onde falharam, o documento foi bem aceite graças a Deus…

Mas eu quero dizer algo á oposição: quem vos amnistiou e vos deu vida e a chance de fazer mais a política foi o Eduardo dos Santos e ele ja não existe no xadrez da política angolana, vocês deveriam sair do medo e na eterna dívida impagável, vocês lutaram com toda a razão perderam por culpa da vossa própria incapacidade e tribalismo agudo no seio das vossas organizações …

Quero pedir aos angolanos que abram os olhos, que abram os ouvidos, coloquem de lado o fanatismo vocês continuam a seguir os Partidos que já não têm chão só esperam morrer, participar nas eleições e perder pois perder tornou-se hábito e um hábito torna a pessoa inerte que já não sente nada, nem vergonha, nem pena, nem preocupação, tudo se torna normal.

Olhem e escutem o MUN, todo mundo sabe onde estamos em Luanda e nas províncias se não houver uma Oposição unida em 2022, vocês só têm uma alternativa: O MUN. Pois todos vão estar calados menos nós, se agora não encontram como contrariar o J. Lourenço imagina daqui a 3 Anos como serão e se ainda o José Eduardo dos Santos for parar á cadeia porque esta é a última jogada pesada de João Lourenço para ganhar a confiança da opinião Internacional e nós já vimos isto acontecer!

Vocês ja não terão a fala ficarão igual ao pai do João Baptista o Sacerdote Zacaria (…vão lá ler a Bíblia.)

BANTU BA TSHANANA…

O Povo deve saber que a oposição só querem o vosso voto para eles permanecerem no parlamento e ganhar dinheiro para as suas famílias, eles já não têm mais nada para oferecer ao Povo, deixem o fanatismo, no MUN ainda temos a palavra para colocar João Lourenço no tapete o JOGO ESTÁ CÁ FORA.

Ao MPLA Já que, gostam tanto da PAZ, que coloque as FAA e a Polícia de lado, que falemos de política peito a peito de 1975 até hoje eu garanto aos angolanos que haverá a primeira queda do regime em Angola.

Temos as únicas reivindicações e estão escritas neste documento. E não vamos cruzar os braços se o MPLA não cumprir com estas reivindicações: retribuir o direito do voto dos angolanos na Diáspora, revisar o CNE do conselho Nacional Eleitoral para o Colégio Nacional Eleitoral e deve haver debate presidencial, e que as eleições tenham só 2 candidatos no final das campanhas. Igual aos outros Países em vez de amontoar tanta gente fobada inimiga do Povo demagogos.

Esta história de tantos candidatos já nos cansa, o regime se aproveita disso e os da oposição também para alimentarem as suas barrigas.
Tudo o que eu disse aconteceu.
A Cópia deste Livro ou documento não está á venda, mas sim com distribuição gratuita (só existe ainda em Inglês)
Karl Manuel Sarney Mponda
Chanceler e Líder do Movimento de União Nacional MUN
www.munangola.com

GOSTOU DESTA NOTÍCIA? ENTÃO CURTA E COMPARTILHE, É GRÁTIS!

ASSINE O EXPRESSO DIÁRIO, É GRÁTIS

COMENTÁRIOS