Bancada feminina na Câmara sobe de 51 para 77 deputadas

Na nova legislatura, 15% das cadeiras da Casa serão ocupadas por mulheres, em vez dos 10% atuais

A bancada feminina na Câmara dos Deputados será composta por 77 mulheres na próxima legislatura (2019-2022) – o que representa 15% das cadeiras. Hoje, a bancada feminina representa 10% do Parlamento, com 51 deputadas. Entre as eleitas, 43 ocuparão o cargo de deputada federal pela primeira vez.

Maranhão, Sergipe e Amazonas não elegeram nenhuma mulher. O Distrito Federal, que elegeu 5 mulheres em uma bancada composta por 8 deputados, foi proporcionalmente o ente da Federação que mais elegeu deputadas. Em termos absolutos, o estado com maior número de deputadas é São Paulo, com 11 mulheres na bancada de 70 deputados.

Entre as deputadas eleitas, está Joênia Wapichana (Rede-RR), primeira mulher indígena que ocupará o cargo de deputada federal no País. A deputada Luiza Erundina (Psol-SP) é a veterana da próxima composição da Câmara. A parlamentar, que tem 84 anos, vai iniciar o sexto mandato consecutivo.

Pauta
A nova bancada feminina eleita é diversa em termos ideológicos e partidários. Por exemplo, entre as deputadas eleitas, 9 são do PSL – partido do candidato a presidente Jair Bolsonaro – e 10 são do PT – partido do outro candidato à Presidência da República, Fernando Haddad.

Integrante da atual bancada feminina, a deputada reeleita Carmem Zanotto (PPS-SC) acredita que, respeitada a divergência de pensamento na bancada, a pauta mais importante deve ser a luta para redução da violência contra a mulher. “Não dá para a gente aceitar um país em que uma mulher é vítima de violência – morre, melhor dizendo – a cada 1 hora e meia apenas pelo fato de ser mulher”, disse.

Decisão do TSE
Carmem Zanotto considera o crescimento de 50% da bancada importante, mas aquém do desejado. “Ainda é muito pequeno perto do que esperávamos”, avaliou.

A parlamentar atribui parte desse crescimento à decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de maio de 2018, que garantiu nestas eleições a aplicação de no mínimo 30% dos recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha e do tempo de propaganda gratuita no rádio e na TV para as candidaturas de mulheres. “Isso nos deu condições de disputar as eleições em pé de igualdade”, observou.

O percentual de mulheres concorrendo ao cargo de deputada federal nestas eleições foi de 31% das candidaturas, percentual semelhante ao de 2014. Esse número é pouco superior ao número de candidaturas femininas exigido pela Lei das Eleições (9.504/97), que é de 30% do total.

Ranking
Com 15% de mulheres na Câmara dos Deputados, o Brasil continua bem abaixo da média na América Latina. Nos países latino-americanos e do Caribe, a média do número de mulheres parlamentares nas Câmaras de Deputados ou Câmaras Únicas é de 28,8%.

Até este ano, o Brasil ocupava a 154ª posição em ranking de participação de mulheres no Parlamento elaborado pela ONU Mulheres em parceria com a União Interparlamentar (UIP) em 2017, o qual analisou 174 países.

CONHEÇA A NOVA BANCADA FEMININA

Próxima legislatura terá 77 deputadas
UF Nome Partido
AC Dra. Vanda Milani SOLIDARIEDADE
AC Jéssica Sales MDB
AC Mara Rocha PSDB
AC Perpetua Almeida PC do B
AL Tereza Nelma PSDB
AP Aline Gurgel PRB
AP Leda Sadala AVANTE
AP Professora Marcivania PC do B
BA Alice Portugal PC do B
BA Lídice da Mata PSB
BA Prof. Dayane Pimentel PSL
CE Luizianne PT
DF Bia Kicis PRP
DF Celina Leão PP
DF Erika Kokay PT
DF Flavia Arruda PR
DF Paula Belmonte PPS
ES Dra. Soraya Manato PSL
ES Lauriete PR
ES Norma Ayub DEM
GO Flavia Morais PDT
GO Magda Mofatto PR
MG Alê Silva PSL
MG Aurea Carolina PSOL
MG Greyce Elias AVANTE
MG Margarida Salomão PT
MS Rose Modesto PSDB
MS Tereza Cristina DEM
MT Professora Rosa Neide PT
PA Elcione MDB
PB Edna Henrique PSDB
PE Marília Arraes PT
PI Dra. Marina PTC
PI Iracema Portella PP
PI Margarete Coelho PP
PI Rejane Dias PT
PR Aline Sleutjes PSL
PR Christiane Yared PR
PR Gleisi Lula PT
PR Leandre PV
PR Luisa Canziani PTB
RJ Benedita da Silva PT
RJ Chris Tonietto PSL
RJ Clarissa Garontinho PROS
RJ Daniela do Waguinho MDB
RJ Flordelis PSD
RJ Jandira Feghali PC do B
RJ Major Fabiana PSL
RJ Rosangela Gomes PRB
RJ Soraya Santos PR
RJ Talíria Petrone PSOL
RN Natalia Bonavides PT
RO Jaqueline Cassol PP
RO Mariana Carvalho PSDB
RO Silvia Cristina PDT
RR Joenia Wapichana REDE
RR Shéridan PSDB
RS Fernanda Melchionna PSOL
RS Liziane Bayer PSB
RS Maria do Rosário PT
SC Angela Amin PP
SC Carmen Zanotto PPS
SC Caroline de Toni PSL
SC Geovania de Sá PSDB
SP Adriana Ventura NOVO
SP Bruna Furlan PSDB
SP Carla Zambelli PSL
SP Joice Hasselmann PSL
SP Luiza Erundina PSOL
SP Maria Rosas PRB
SP Policial Katia Sastre PR
SP Renata Abreu PODE
SP Rosana Valle PSB
SP Sâmia Bomfim PSOL
SP Tabata Amaral PDT
TO Dulce Miranda MDB
TO Professora Dorinha DEM

Amauricio Borba

Formado em Economia, Jornalismo e Ciências Políticas pela UNIVILLE – SC. Gaúcho de nascimento e catarinense de coração. Conservador de Direita sempre em defesa da ética, da liberdade de expressão e por um Brasil mais justo. Apaixonado por vendas é fundador do Jornal Expresso Diário
Amauricio Borba

DEIXE UM COMENTÁRIO