Bolsonaro foi o único político a manifestar apoio a protestos contra alta de combustíveis

O pré-candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) publicou 1 vídeo nas redes sociais na noite deste domingo (21.mai.2018) em que manifesta apoio à greve de caminhoneiros em protesto ao alto preço dos combustíveis.

“Os caminhoneiros buscam soluções para esses problemas, que interessam aos 200 milhões de brasileiros. Não têm encontrado eco no Legislativo. Sobrou-lhes o Executivo, que teima a se omitir. Somente a paralisação prevista a partir de 2ª feira poderá forçar o presidente da República a dar uma solução para o caso”, disse.

Os problemas que Bolsonaro menciona são custo do pedágio, indústria das multas, valor do frete, condições das estradas e roubo de cargas.

Os preços da gasolina e do diesel repassados às distribuidoras atingiram novo recorde após o reajuste divulgados pela Petrobras na 6ª feira (18.mai). Os novos valores entraram em vigor no sábado (19.mai).

O preço médio do litro da gasolina será de R$ 2,068 (alta de 1,34% em relação ao preço anterior) e do diesel será de R$ 2,348 (alta de 0,80%). São os maiores números desde julho de 2017, quando a empresa passou a reajustar os valores de acordo com as cotações do mercado internacional.

VEJA TAMBÉM:  Vereador preso com 300kg de droga é eleito e diplomado

O aumento nos combustíveis deve ser utilizado com fins políticos pelos postulantes ao Planalto por ser 1 tema popular entre o eleitorado. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, anunciou, também no domingo, que convocará uma comissão geral na Congresso para discutir o assunto.

GOSTOU DESTA NOTÍCIA? ENTÃO CURTA E COMPARTILHE, É GRÁTIS!

ASSINE O EXPRESSO DIÁRIO, É GRÁTIS

DEIXE UM COMENTÁRIO