Deputado diz que grampear a Dilma não foi ilegal: “ninguém entendia ela, grampear ela e um macaco é a mesma coisa”

O deputado federal Sargento Fahur, figura já bastante conhecida por seu posicionamento duro contra os criminosos durante a carreira como policial, falou na Câmara dos deputados sobre o vazamento de conversas dos membros da Lava Jato.

Fahur explicou o motivo, segundo ele, de não ser a mesma coisa que aconteceu com Dilma.

“Ninguém entendia ela, grampear ela e um macaco é a mesma coisa”, afirmou Fahur.
Assista:

Siga o EXPRESSO DIÁRIO no TWITTER e acompanhe todas as notícias em tempo real.

As informações são da República de Curitiba

Amauricio Borba

Formado em Administração de Empresas, Economia, Jornalismo e Ciências Políticas, apaixonado por vendas é fundador do Jornal Expresso Diário e do Diário do Governo
Amauricio Borba