Eleitor petista põe cola na tecla 7 da urna eletrônica, mesária tira foto para denunciar e acaba presa

Uma mesária que trabalhava em uma escola pública localizada na rua Gliciane dos Santos, no bairro Dom Avelar, em Petrolina, foi presa depois de postar uma foto de uma urna eletrônica – a qual ela alegava estar com defeito – nas redes sociais.

De acordo com a Delegada Raquel Rabelo, a Funcionária Pública Daniela Barbosa Andrade Rodrigues afirmou que havia feito a fotografia para postar em um aplicativo de uso do Tribunal Regional Eleitoral, mas acabou publicando, equivocadamente, em sua página pessoal na internet. “Ela disse que tinha uma cola na tecla 7 e ela foi fotografar para colocar no aplicativo e o juiz deu ordem de prisão”, disse.

Siga o EXPRESSO DIÁRIO no TWITTER e acompanhe todas as notícias em tempo real.

Ainda de acordo com a Delegada, a mulher prestou depoimento, assinou um termo de compromisso e foi liberada logo em seguida. “Como esse crime é de menor potencial ofensivo o caso segue para o TRE”, explicou Raquel.

Amauricio Borba

Formado em Economia, Jornalismo e Ciências Políticas pela UNIVILLE – SC. Gaúcho de nascimento e catarinense de coração. Conservador de direita em defesa da ética, da liberdade de expressão e por um Brasil mais justo. Apaixonado por vendas é fundador do Jornal Expresso Diário
Amauricio Borba