Um nome conhecido por seus trabalhos no meio artístico, principalmente na Globo, se tornou uma figura importante em uma secretaria do atual governo do presidente Michel Temer.

De acordo com o colunista Ancelmo Gois, Naura Schneider, que atuou em novelas de sucesso da emissora carioca como O Clone (2002), Mulheres Apaixonadas (2003) e Senhora do Destino (2004), foi nomeada a nova diretora da Secretaria de Política para Mulheres do Ministério dos Direitos Humanos.

Naura, que também é jornalista, produtora e diretora de cinema, estreou na TV em uma participação especial na minissérie O Portador, em 1991.

O seu primeiro papel fixo, no entanto, foi na novela Salomé, exibida no mesmo ano. A atriz de 52 anos também teve uma breve passagem pelo SBT, em 2001, quando fez Pícara Sonhadora. O seu último trabalho na telinha foi no especial O Relógio da Aventura (2010).

JORNALISMO DE QUALIDADE MERECE SER APOIADO, CURTA O EXPRESSO DIÁRIO NO FACEBOOK E ACOMPANHE AS NOTÍCIAS MAIS IMPORTANTES

COMENTÁRIOS