Fake News: Bolsonaro quer implantar o “chip da besta” nos brasileiros até 2020?

O governo Bolsonaro já iniciou os preparativos para a implantação do “chip da besta” nas mãos de todos os brasileiros até 2020? Será verdade?

Esta notícia teve início no ano passado mais propriamente dito na primeira semana do mês de novembro de 2018, logo após a vitória do presidente Jair Bolsonaro nas eleições.

O site que publicou primeiro esta notícia foi o #URSAL, uma organização de extrema-esquerda que ficou popularmente conhecido após o primeiro debate presidencial de 2018, quando o candidato Cabo Daciolo sugeriu que Ciro Gomes fizesse parte desta organização.

O fato é que a notícia não passa de uma grande mentira uma Fake News, publicada apenas para gerar pânico na população ante a vitória de Bolsonaro.

No início deste mês de março de 2019 a matéria começou novamente viralizar nas redes sociais sendo republicada por vários sites alarmistas especializados em criar Fake News. Nossa equipe fez um pequena pesquisa para desvendar este mistério. Logo de início descobrimos que este fato nada mais é que uma cópia de uma outra Fake News desvendada pelo site E-farsas.

A estória é a mesma porém com algumas modificações, na Fake News desvendada pelo site E-farsas conta que a ONU queria chipar toda a humanidade até 2030. A informação de cada ser humano, de acordo com a notícia, seria armazenada em um banco de dados universal localizado em Genebra, na Suíça. Quem se recusar a usar esse identificador será desprezado pela sociedade.

Em 2015 surgiu este mesmo texto alarmista, porem atribuíram essa baboseira de implantação de chips à ex-presidente Dilma Rousseff.

Conclusão
Não há nenhum plano encabeçado pelo presidente Jair Bolsonaro e nem pelas Nações Unidas ONU para “chipar” toda a população. Tudo não passa de invencionices de sites especializados em criar pânico através de passagens bíblicas!

Amauricio Borba

Formado em Economia, Jornalismo e Ciências Políticas pela UNIVILLE – SC. Gaúcho de nascimento e catarinense de coração. Em defesa da ética, da liberdade de expressão e por um Brasil mais justo. Apaixonado por vendas é fundador do Jornal Expresso Diário
Amauricio Borba

DEIXE UM COMENTÁRIO