Felipe D’Avila avalia que agro brasileiro é sustentável

Em campanha na cidade de Piracicaba (SP), no interior paulista, Felipe D’Avila conheceu hoje (1º) iniciativas de empresas de agropecuária. O candidato á Presidência da República pelo Novo avaliou que o setor é ambientalmente sustentável.

“Qual país do mundo que produz soja e mantém 35% de reserva legal como no cerrado? Qual país do mundo que produz uma tonelada de cacau e mantém 80% de reserva como na região norte do país? O agro brasileiro é muito sustentável. O que temos que fazer é ter uma política ambiental para combater o desmatamento e mudar a imagem internacional do Brasil”, disse.

D’Avila pontuou que, no Brasil, o agronegócio foi o setor que teve o maior crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) nos últimos 10 anos. “É a grande alavanca do progresso do país, da geração de emprego, de investimento e principalmente do crescimento econômico. É o Brasil que dá certo e que pode ensinar outros setores”, enfatizou.

O candidato também defendeu ser preciso “tirar o Estado pesado das costas de quem produz”. Para ele, o agro sustentável é uma oportunidade para trazer mais investimentos ao país. Ele também elogiou o que viu em Piracicaba. “A agricultura de precisão depende de tecnologia. Quando temos um ambiente como esse que conecta as grandes empresas com empresas de tecnologia para resolver problemas não só de produtividade, desenvolvimento de produtos, mas também com a parte de serviços, vemos esse agro pujante”, disse.

DEIXE UM COMENTÁRIO