Israel abate avião sírio nos montes Golã

Governo israelita diz que o aparelho entrou no seu espaço aéreo. Síria confirma que o caça foi alvejado mas não a perda do aparelho.

As forças israelitas abateram nesta terça-feira um caça Sukhoi sírio, afirmando que o avião de combate entrou no seu espaço aéreo nos montes Golã (território sírio ocupado por Telavive desde 1967).

Na Síria, a imprensa estatal noticia que o aparelho foi alvejado, mas não confirma para já a sua perda. Residentes da região disseram ao jornal israelita Haaretz que ouviram um estrondo nos céus.

O abate do caça ocorreu dois dias depois de Israel ter facilitado a saída de centenas de membros da organização de defesa civil síria Capacetes Brancos, e dos respectivos familiares, de um enclave rebelde no Sudoeste sírio para a vizinha Jordânia. A operação de resgate, pedida pelo Reino Unido, Alemanha e Canadá, realizou-se perante a iminência de uma grande ofensiva do Governo sírio liderado por Bashar al-Assad.

Num comunicado, as Forças de Defesa de Israel (IDF) disseram estar em “alerta máximo” devido a “um aumento do conflito interno na Síria” e de grande actividade da força aérea síria na região dos Golã.

VEJA TAMBÉM:  Governo Maduro confisca fábrica da GM, rouba todos os carros e deixa 2.700 pessoas sem emprego

GOSTOU DESTA NOTÍCIA? ENTÃO CURTA E COMPARTILHE, É GRÁTIS!

ASSINE O EXPRESSO DIÁRIO, É GRÁTIS

DEIXE UM COMENTÁRIO