Israel envia a Brumadinho missão com 130 especialistas em buscas

Além de pessoal, ajuda conta com equipamentos capazes de rastrear sobreviventes e corpos em locais atingidos pela lama da barragem

Decolou neste domingo (27) uma missão com 130 integrantes das Forças de Defesa de Israel que vão ajudar no resgate das vítimas da tragédia em Brumadinho (MG).

O avião fretado da companhia israelense El Al deixou Tel Aviv por volta das 6h30 (horário brasileiro de verão) e o pouso em Confins está previsto para acontecer por volta das 21h30.

As equipes vão levar equipamentos de ponta para tentar localizar sobreviventes e corpos soterrados pela lama da barragem da mineradora Vale que se rompeu na última sexta-feira (25).

Antes do embarque, as Forças de Defesa de Israel postaram no Twitter uma foto do grupo que viaja ao Brasil, com a frase: “salvar vidas não é sobre o quão longa é a distância, é sobre o quão longe você está disposto a ir”.

A delegação é composta por soldados, oficiais, engenheiros, médicos e especialistas da unidade submarina da Marinha israelense. Também viaja o embaixador de Israel para o Brasil, Yossi Sheli.

“Vai ser um desafio como nenhum outro e estamos prontos para atender”, declarou o comandante do grupo, coronel Golan Vach.

VEJA TAMBÉM:  Vale tem novo bloqueio de bens que somam R$ 6 bilhões por tragédia em Brumadinho

O presidente Jair Bolsonaro e o primeiro ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, negociaram o envio do apoio da equipe especializada.

No Twitter, Nenanyahu, que esteve na posse de Bolsonaro, disse ter falado com o presidente para sugerir “que Israel envie assistência imediata para o local do desastre e ajude na busca dos desaparecidos”.

GOSTOU DESTA NOTÍCIA? ENTÃO CURTA E COMPARTILHE, É GRÁTIS!

ASSINE O EXPRESSO DIÁRIO, É GRÁTIS

DEIXE UM COMENTÁRIO