Jogo do Bicho banca campanha de Haddad?

Muitas denúncias foram feitas nos dias que antecederam as eleições de primeiro turno e antes o candidato semidesconhecido para muitos e que em nada afetava ao poderoso partido que a anos comandava os destinos da nação, de repente, começou a ganhar forma e corpo, mas mesmo assim, este, não seria páreo para os poderosos.

Os dias foram se passando e este candidato cresceu nas pesquisas e se fortaleceu ao ponto de naquele momento assustar os poderosos e vendo-o crescer e ainda com o chefe da organização solto, começou-se a patifaria. Nada importava para a quadrilha e nem quando o líder mor foi trancafiado a quadrilha parou, pelo contrário, ficaram ainda mais afoitos.

Mais dias se passaram e o desconhecido Messias Bolsonaro através da nova mídia nacional e não se atendo aos velhos jornalistas foi crescendo mais e mais e não havia mais alternativa para seus opositores, resolveram eliminá-lo e tentaram, mas talvez por Jair também ter um Messias em seu nome o algoz pistoleiro falhou e felizmente Jair, o Messias sobreviveu e teve que parar de fazer viagens de campanha.

Passou-se aí, a guerra contra ele, pois mais e mais ele crescia nas pesquisas e mesmo querendo forjá-las e maquiá-las era impossível escondê-las do povo que começava a acordar.

Tentativas e mais tentativas foram feitas de barrar o mito e sem conseguir ele venceu o primeiro turno com folga e só não ganhou porque as manipuladas urnas eletrônicas causaram um segundo turno e ai a batalha se tornou desesperadora por parte do candidato que restou e que era justamente ligado à poderosa quadrilha vermelha e tentaram barra-lo alegando que empresários de verdade, pessoas que tem empresas legalmente constituídas, que contratam funcionários dentro da lei estavam bancando a campanha de fake News através da mídia virtual, mas novamente quebraram a cara e perderam e ai, surge a prova e a denúncia de que, os antigos, atuantes e modernizados contraventores bicheiros do Rio de Janeiro andam fazendo propaganda no candidato Haddad simplesmente nas apostas que descaradamente pedem apoio para o candidato do PT.

Agora resta apenas uma pergunta ao prezado leitor e eleitor:
Haddad é um candidato a serviço do crime ou o crime está a serviço do candidato Haddad?

Autor: Paulo Fuentes
Formado em Administração de Empresas no IMES (Instituto Metodista de Ensino Superior de São Caetano do Sul) e em Propaganda e Marketing pela ESPM-Vila Mariana. É pós-graduado em Economia e doutorado em Títulos, pela FGV-SP. Recebeu também o título de cônsul dos Poetas Del Mundo.
Site: www.paulofuentes.com
Redes Sociais: Facebook

GOSTOU DESTA NOTÍCIA? ENTÃO CURTA E COMPARTILHE, É GRÁTIS!

ASSINE O EXPRESSO DIÁRIO, É GRÁTIS

COMENTÁRIOS