DF - DILMA/DIPLOMAÇÃO - POLÍTICA - A presidente reeleita Dilma Rousseff é cumprimentada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao ser diplomada para seu segundo mandato, em solenidade realizada na sede do Tribunal Superior Eleitoral, em Brasília (DF), nesta quinta-feira. 18/12/2014 - Foto: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO

Ex-presidentes do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Roussef, estarão em Cuba no próximo fim de semana para prestar as últimas homenagens a Fidel Castro.

Pouco tempo depois que foi confirmada a morte do ex-presidente cubano, Lula e Dilma divulgaram notas de pesar pelo falecimento de Fidel Castro.

Lula chegou a falar que Castro era “o maior de todos americanos”. “Para os povos de nosso continente e os trabalhadores dos países mais pobres, especialmente para os homens e mulheres de minha geração, Fidel foi sempre uma voz de luta e esperança”, publicou o petista no sábado.

Já Dilma Rousseff enviou “os mais profundos sentimentos à família de Fidel e ao povo cubano”, completando a nota com a saudação “Hasta siempre, Fidel!”.

As cinzas de Fidel percorrem o país em uma carreata no sentido contrário à histórica “Caravana da Liberdade”, empreitada de Castro no caminho até Havana em 1959, quando o ditador Fulgencio Batista foi deposto durante processo revolucionário.

Para ir a Cuba homenagear o ex-presidente do país, os advogados de Lula enviaram um ofício ao juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância, no qual informaram que o ex-presidente viajará ao país.

CURTA O EXPRESSO DIÁRIO NO FACEBOOK E ACOMPANHE AS NOTÍCIAS MAIS IMPORTANTES

COMENTÁRIOS