Lula reclama da falta de visitas íntimas

Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-presidente e atual presidiário, reclamou da falta de visitas íntimas.

A informação saiu na coluna de Lauro Jardim e indica que Lula não está satisfeito com a situação.

Lula está preso desde abril, e já somam-se 8 meses de pena.

Advogados da defesa já solicitaram prisão domiciliar mas foi negado.

O desejo de Lula de ter visitas íntimas pode colocá-lo novamente em rota de colisão com o ex-juiz federal Sergio Moro, responsável pela sentença em primeira instância contra o ex-presidente.

Moro foi anunciado pelo presidente eleito como ministro da Justiça e foi exonerado do cargo de juiz federal no último dia 16 de novembro.

Em entrevista a Isto É, Sergio Moro afirmou que estuda acabar com as visitas íntimas. “É uma possibilidade”. “Prisão não é motel para bandido“, disse.

As visitas íntimas são realizadas nos presídios de todo o Brasil. Caso Moro leve adiante a ideia, será mais uma derrota para os presidiários brasileiros.

Atualmente, apenas uma mulher pode ser cadastrada para visitas íntimas a um preso. Este foi o entendimento da 3ª Turma Criminal do Tribunal de Justiça do Distrito Federal ao negar autorização para uma mulher visitar um detento quando já havia outra cadastrada.

O ordenamento jurídico brasileiro é norteado pelo princípio da monogamia – regime em que o homem ou mulher têm apenas um cônjuge.

Siga o EXPRESSO DIÁRIO no TWITTER e acompanhe todas as notícias em tempo real.

Nesta semana, Lula virou réu novamente ao lado de Dilma Roussef e outros petistas. A pena do ex-presidente pode aumentar.

Amauricio Borba

Formado em Economia, Jornalismo e Ciências Políticas pela UNIVILLE – SC. Gaúcho de nascimento e catarinense de coração. Conservador de direita em defesa da ética, da liberdade de expressão e por um Brasil mais justo. Apaixonado por vendas é fundador do Jornal Expresso Diário
Amauricio Borba