Maduro ameaça Bolsonaro e se diz preparado para a guerra contra o Brasil

“Nós iremos armar a milícia bolivariana até os dentes. Uma força imperialista invasora pode entrar em uma parte da nossa pátria, mas os imperialistas precisam saber que eles não vão sair daqui vivos”, advertiu Maduro.

O ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, advertiu o presidente Jair Bolsonaro para “aventuras militares” contra a Venezuela.

O ditador bolivariano determinou aumentar a milícia civil venezuelana para 1,6 milhão membros.

“Nós iremos armar a milícia bolivariana até os dentes. Uma força imperialista invasora pode entrar em uma parte da nossa pátria, mas os imperialistas precisam saber que eles não vão sair daqui vivos”, advertiu Maduro.

Além de triplicar o efetivo miliciano desde o início deste ano, Nicolás Maduro também recebeu caças russos para reforçar o espaço aéreo venezuelano.

A tensão entre Bolsonaro e Maduro se elevou esta semana com o “desconvite” para Cuba e Venezuela participarem da posse do presidente eleito brasileiro.

“Ninguém no Brasil quer que o futuro governo de Jair Bolsonaro se meta numa aventura militar contra o povo da Venezuela”, completou Maduro ao denunciar que o capitão do Exército faz parte do complô dos Estados Unidos para assassiná-lo.

Assista ao discurso de Maduro:

O EXPRESSO DIÁRIO É UMA MÍDIA ALTERNATIVA CONSERVADORA PARA QUEM BUSCA INFORMAÇÕES PRECISAS E INTERPRETAÇÕES EQUILIBRADAS DOS PRINCIPAIS FATOS DO BRASIL E DO MUNDO. CURTA É GRÁTIS!

ASSINE O EXPRESSO DIÁRIO, É GRÁTIS

DEIXE UM COMENTÁRIO