Marcelo Vasconcelo – O país da Corruptocracia

O mundo assiste estarrecido ao declínio do Brasil, muitos estrangeiros não conseguem compreender como funciona o mecanismo de raciocínio do brasileiro médio. Somos vistos como as piores referências morais lá fora, devido à conivência com tanta barbaridade ocorrida na política nacional.

É claro que nem todos nós somos assim, mas, lá fora, a percepção é meio generalizada mesmo. A cada dia que passa o resquício de reputação que nos resta escoa pelo ralo, parece mesmo que caminhamos para protagonizarmos como o povo mais corrupto do mundo.

Nas eleições atuais, o país demonstra mais uma vez, parece-me que de uma forma muito mais intensa agora, que a alienação popular alcança níveis catastróficos. O povo perde a noção da própria realidade em detrimento de sua paixão. Mesmo levando em conta a inclinação política por motivos de sobrevivência, em muitos recantos remotos do país, percebe-se que há uma gigantesca gama de pessoas que o faz por motivos puramente religiosos partidários.

____________________________________________________________________

” Ser corrupto não é só um detalhe, é um detalhe que está acabando com o país “

____________________________________________________________________

Desde que as grandes operações da Polícia Federal começaram, o país teve uma chance de acompanhar passo a passo as investigações e condenações, no entanto, com o passar dos anos, ao invés da população se conscientizar de que deveria promover mudanças no meio político preferiu se compadecer  daqueles que contribuíram para o desfalque dos cofres públicos brasileiros.

A corrupção no Brasil não é difícil de entender, é até fácil, porém, é digno de estudos pelas mais avançadas mentes humanas o eleitorado brasileiro, em parte, que decide ficar do lado de quem se corrompe e devasta os recursos públicos. É impressionante como as pessoas se deixam convencer por meras declarações de “não sei de nada” ou até “não fui eu”, e creem nisso com todas as forças que tem.

Há muitos anos até dava para entender, pois, como as pessoas não viam nem ouviam certas declarações, antes da democratização da internet, não tinha como fazer juízo de valor mais coerente ao ouvir acusações sobre um político. No entanto, nos dias atuais, cada palavra e cada passo dos políticos estão sendo gravados e divulgados para o país inteiro, mesmo assim, é como se não conseguissem ter capacidade de perceber o risco que correm.

O exemplo mais gritante disso acontece com Ciro Gomes, esse é o mais cínico de todos, muito embora não esteja envolvido em esquemas de corrupção. O que acontece com ele é que, pelo seu desequilíbrio, acaba falando muitas asneiras em frente às câmeras e, tempos depois, nega tudo com a cara mais cínica, e banhada com óleo de peroba, do mundo.  É só lembrarmos quando afirmou que receberia a turma do juiz Sérgio Moro, na bala. Mas, numa outra oportunidade, também em frente às câmeras, ele afirma, como se ninguém do mundo tivesse acesso à internet, que nunca falou aquilo.

Essa tática revela como os políticos profissionais usam a alienação do povo contra o próprio povo. É só negar. Afirma ou nega como se realmente falasse a verdade que as pessoas acreditam. Não se importa em ser rejeitado por ser desonesto com o próprio eleitor, ao mentir descaradamente. Eles têm a certeza de que o povo não está vendo-os  nem julgando-os pelos seus atos, o povo, em parte, está ligado aos seus algozes pela bandeira que hasteiam em pleno discurso inflamado.

Chegamos ao século XXI sendo o país que só não elegeu um presidiário porque a justiça o impediu, mas, como forma de punir a própria justiça, resolveu, em grande número, votar num indicado qualquer, de forma cega e apaixonada. Considerável parcela do povo quer eleger um assistente de presidiário ao governo do país como se corrupção não significasse nada, apenas paixão.

Corruptos no Congresso, investigados aos montes por toda parte, muitos ainda estão sendo eleitos, como forma de premiação por seus delitos. O povo perdeu totalmente a capacidade de percepção da própria sorte, não sabe mais o sentido perverso da palavra corrupção. Tudo acaba sendo visto como eles e nós, e nada mais. Pra quem é corrupto, certamente, o Brasil é o melhor lugar do mundo pra se viver, principalmente como político corrupto.

GOSTOU DESTA NOTÍCIA? ENTÃO CURTA, É GRÁTIS! ISSO NOS MOTIVA A CRIAR MAIS CONTEÚDO DE QUALIDADE PARA VOCÊ!

COMENTÁRIOS