O arrogante discurso da derrota de Haddad

Haddad, como todo esquerdista radical, é medíocre, arrogante e prepotente.

Fez um discurso em que ignorou tanto o presidente eleito quanto os milhões de brasileiros que lhe deram a vitória.

Na verdade, não houve qualquer humildade ou reconhecimento da derrota, apenas soberba.

Além disso, não desejou boa sorte ao novo governante ou saudou os eleitores de Bolsonaro.

Haddad não esboçou nenhuma palavra para tentar arrefecer os ânimos no país.

Não há gesto de aproximação e de moderação porque não há disposição para isso.

Siga o EXPRESSO DIÁRIO no TWITTER e acompanhe todas as notícias em tempo real.

Haddad mostra que não há qualquer grandeza, nobreza ou virtude em sua alma.

Amauricio Borba

Formado em Economia, Jornalismo e Ciências Políticas pela UNIVILLE – SC. Gaúcho de nascimento e catarinense de coração. Conservador de direita em defesa da ética, da liberdade de expressão e por um Brasil mais justo. Apaixonado por vendas é fundador do Jornal Expresso Diário
Amauricio Borba