Operação Arquivo Proibido da Polícia Federal combate pedofilia pela internet

A Polícia Federal deflagrou na sexta-feira (22), mais uma fase da Operação Arquivo Proibido, com o objetivo de combater a posse e/ou divulgação de imagens e/ou vídeos de pornografia infantojuvenil pela internet.

Foi cumprido um mandado de busca e apreensão no bairro Vila Velha, em Fortaleza/CE, expedido pela 12ª Vara da Justiça Federal.

Policiais federais estão apreendendo computadores, telefone e mídias para análise e, caso seja detectada a presença de material pornográfico envolvendo criança e adolescentes, o pedófilo responderá por crimes previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente, com penas de reclusão de 3 a 6 anos. Não houve prisão.

A operação teve como nascedouro a cooperação internacional da Polícia Federal com a Polizia Di Stato – Compartimento Polizia Postale Delle Comunicazioni Lombardia, no âmbito da Operação LUNA PARK, da polícia italiana, tendo sido constatado o compartilhamento de material contendo pedofilia, via aplicativos de conversação com indícios de atuação de cearense.

Em 2020 a PF cumpriu, no Ceará, 33 mandados de busca e apreensão no âmbito da Operação Arquivo Proibido, em apuração dos crimes dos artigos 241-A e 241-B da Lei n. 8.069/90 – Estatuto da Criança e do Adolescente – nas cidades de Fortaleza, Maranguape, Limoeiro do Norte, Massapê, Meruoca e Maracanaú.

Com informações, PF.

O post Operação Arquivo Proibido da Polícia Federal combate pedofilia pela internet apareceu primeiro em Conexão Política.

DEIXE UM COMENTÁRIO