Para Moro, Funai pode ser mantida no Ministério da Justiça

O futuro ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, fala à imprensa no CCBB, em Brasília.

Apesar de o presidente eleito, Jair Bolsonaro, afirmar hoje (5) que o ex-juiz federal Sergio Moro, confirmado para o Ministério da Justiça, “está sobrecarregado”, o próprio futuro ministro reconheceu que pode vir a assumir mais uma responsabilidade. Segundo Moro, ainda é considerada a hipótese de a Fundação Nacional do Índio (Funai) ser mantida na Justiça.

Ainda está indefinido, pode ser até que fique no Ministério da Justiça, pode ser que saia. […] Está sendo discutido”, disse.

Caso a Funai seja retirada da Justiça, a alternativa em estudo é colocá-la vinculada ao Ministério da Cidadania, que agregará as pastas do Desenvolvimento Social, Esporte e Cultura, ou talvez ao Ministério de Direitos Humanos.

VEJA TAMBÉM:  Jornalista da Folha implora nas redes sociais para fazerem esforço e tirar Bolsonaro do 2° turno

A hipótese foi cogitada pelo deputado federal Osmar Terra (MDB-RS), que assumirá a Cidadania. Ele citou até mesmo outra possibilidade, que seria associar a Funai à Secretaria de Governo, ligada ao Palácio do Planalto.

Para Terra, o ideal é que a Funai fique ligada a uma pasta que possa dar prioridade à política indigenista.

“[Ir para o Ministério do] Direitos Humanos é bom, pode ser bom. Tem vários lugares [em] que pode ficar, até na Secretaria de Governo. Tem que ser um ministério que dê relevância ao tema. O meu [Ministério da Cidadania] está com muita coisa relevante. É um tema específico, tem muita sensibilidade na sociedade”, afirmou o futuro ministro da Cidadania.

VEJA TAMBÉM:  Mourão não disse que irá tirar 13º e as férias; entenda

GOSTOU DESTA NOTÍCIA? ENTÃO CURTA E COMPARTILHE, É GRÁTIS!

ASSINE O EXPRESSO DIÁRIO, É GRÁTIS

DEIXE UM COMENTÁRIO