Presidente do TSE se reúne com todos os 27 comandantes das PMs

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Alexandre de Moraes, reuniu-se hoje (24), em Brasília, com todos os 27 comandantes das Polícias Militares dos estados e do Distrito Federal (DF). O objetivo do encontro foi discutir preocupações de segurança relativas às Eleições 2022.

A reunião da cúpula do TSE com os comandantes das PMs é incomum, não tendo ocorrido em gestões anteriores. Moraes assumiu a presidência do TSE na semana passada, e a reunião desta quarta-feira (24) está entre as primeiras audiências marcadas por ele.

De acordo com alguns participantes da reunião, o encontro foi marcado de última hora, tendo entrado na agenda de Mores apenas ontem (23). O comandante da PM de Rondônia, coronel James Padilha, disse na saída do encontro ter sido avisado sobre ele somente ao meio-dia de terça (23).

Na reunião, cada um dos 27 comandantes pode expressar sua própria leitura sobre as condições locais de segurança das Eleições 2022 em sua unidade da federação e qual o planejamento que está sendo feito para os dias de votação, em 2 de outubro (primeiro turno) e em 30 de outubro (segundo turno, caso haja).

O encontro, na visão dos próprios comandantes, ilustra uma maior preocupação da cúpula da Justiça Eleitoral com possíveis episódios de violência antes, durante ou depois das eleições. Existem também receios sobre eventuais desvios no comportamento das tropas, que nos últimos anos vêm apresentando um envolvimento cada vez maior com questões políticas. Este ano, por exemplo, há uma quantidade recorde de policiais militares candidatos.

“Em relação ao momento, ao pleito eleitoral, e não obstante a polarização ou a complexidade que muito se veicula na mídia, nós temos total isenção, imparcialidade e tranquilidade para dizer a todos e à sociedade que nós estamos em condição de proporcionar toda a segurança e tranquilidade que a população precisa para que ela possa exercer livremente o sufrágio,  direito ao voto, exercer o seu livre arbítrio de escolher o candidato que ela entende que é o melhor para o seu estado, para a nossa nação”, afirmou o comandante James Padilha.  

O encontro, na visão dos comandantes, foi recebido também como uma demonstração de reconhecimento ao trabalho das Polícias Militares.

Participaram também da reunião o vice-presidente do TSE, ministro Ricardo Lewandowski e também os ministros Beneditos Gonçalves e Mauro Campbell, que integram a Corte Eleitoral. O presidente em exercício do Tribunal de Contas da União (TCU), Bruno Dantas, também compareceu.

DEIXE UM COMENTÁRIO