Programa da Rede Globo diz que Deus é mulher e irrita cristãos

A Rede Globo costuma promover conteúdos em suas programações que afrontam a fé cristã, assim como boa parte da moralidade herdada do cristianismo.

Enquanto isso os cristãos em geral estão rejeitando cada vez mais esses conteúdos e realizando boicotes a muitos programas da emissora.

Um exemplo disso é a decadência sofrida pelo programa “Amor & Sexo”, apresentado por Fernanda Lima. A produção já vinha enfrentando a reprovação do público por explorar temas polêmicos e apelar para a exposição de nudez, mas uma edição em particular, no último dia 20, parece ter marcado de vez a decadência do programa.

Um comentário da jornalista Milly Lacombe, convidada do “Amor & Sexo” nesse dia, sugeriu que Deus seria uma “mulher”, contrariando o significado moral contido na forma como o próprio Jesus Cristo se referiu ao Senhor, como um “Pai”, segundo a Bíblia.

Siga o EXPRESSO DIÁRIO no TWITTER e acompanhe todas as notícias em tempo real.

“Se meu comportamento sexual não faz mal a nenhuma outra pessoa, ele é ok. Ah, mas talvez faça mal para Deus. Do meu relacionamento com Deus cuido eu. Quando eu chegar lá, converso com ela, diretamente”, disse ela, no que Fernanda enfatizou”: “Com ela”.

Amauricio Borba

Formado em Economia, Jornalismo e Ciências Políticas pela UNIVILLE – SC. Gaúcho de nascimento e catarinense de coração. Em defesa da ética, da liberdade de expressão e por um Brasil mais justo. Apaixonado por vendas é fundador do Jornal Expresso Diário
Amauricio Borba

DEIXE UM COMENTÁRIO