Assim como os humanos precisam de uma alimentação balanceada para ter uma vida saudável, os gatos também dependem de uma rotina alimentícia que influenciam no seu peso, evitam doenças e geram uma qualidade de vida.

A alimentação do gato requer atenção em alguns detalhes. Desde a idade do felino, o tipo e a troca de ração, comidas que fazem mal ao seu organismo e as melhores opções para manter o seu gato saudável sempre.

Por isso, separamos algumas dicas que vão te ajudar a balancear a alimentação do seu gato:

Com que frequência meu gato deve se alimentar?

A resposta dessa pergunta depende muito da idade do seu gato. De um a seis meses de vida, o ideal é alimentá-los até quatro vezes por dia. De seis a nove meses até três vezes por dia e, a partir de um ano, uma a duas vezes.

Mas é claro que, assim como nós, os gatinhos também gostam de petiscar durante o dia, então, deixe sempre alguma comida seca disponível para ele comer, mas em pequenas quantidades, respeitando o número de refeições mais completas de acordo com a idade.

Posso dar a minha comida para o meu gato?

Muitas vezes nossa comida tem muito condimento e conservantes, o que não é bom para o gato. Além do que, a quantidade de sal e tempo que nós humanos usamos não é compatível com a necessidade dos gatos.

Mas e se eu quiser dar comida, posso preparar uma especial?

Se você optar por preparar uma comida mais natural em casa, temos algumas dicas! Uma boa opção é ir testando o que o seu gato gosta mais. Geralmente eles gostam de carne bovina picada, peixe ou frango cozinho também é uma ideia, misturado com arroz e legumes, mas sempre sem sal e temperos.

É válido fazer testes das texturas que o seu gato prefere, se é uma comida mais seca ou mais papa.

Alguns alimentos não fazem bem

Às vezes comemos alguns alimentos que não descem bem, deixam nosso estômago sensível e nos causam até diarreia. Isso também acontece com gatos. Então, aqui vai algumas coisas que não devem ser dadas:

  • latícinios
  • doces
  • carne de porco
  • peixe cru
  • cafeína
  • chocolate
  • uva
  • tomate
  • abacate

Higiene sempre!

Além de uma alimentação saudável, é muito importante deixar sempre os recipientes que seu gato usa para comer limpos. Opte por comedouros que sejam mais pesados, assim as chances deles virarem são menores.

Evite também usar utensílios de plástico, procure por materiais mais resistentes e que não peguem gosto da comida. E tenha sempre um jornal velho em casa para forrar o chão embaixo dos recipientes.

Hidratação

Manter o seu gatinho hidratado é essencial. Ainda mais para eles que ingerem muitos alimentos secos, a sede aumenta e a digestão mais pastosa é mais rápida. Então, se preocupe sempre em manter os bebedouros cheios e com água fresca, trocando no mínimo três vezes por dia.

Excessos

E por final, é válido lembrar que nem sempre quantidade é qualidade. Exagerar na quantidade de comida pode fazer com que seu bichinho se sinta mal depois. Então, procure sempre uma alimentação balanceada mas que seja o suficiente para ele ficar satisfeito.

Qualquer outra dúvida ou percepção que a alimentação do seu gato não está boa e ele não está reagindo bem, o ideal é procurar um veterinário. Muitas vezes o seu gato é deficiente de alguma vitamina, que pode ser um complemento na própria comida.

CURTA O EXPRESSO DIÁRIO NO FACEBOOK E ACOMPANHE AS NOTÍCIAS MAIS IMPORTANTES

COMENTÁRIOS