Quando ministro do Trabalho, petista Jaques Wagner defendeu fim do 13º não repercutiu tanto

O PT disse em nota ser “‘inacreditável que alguém se candidate a governar o país propondo massacrar ainda mais os trabalhadores” e que “o 13º é uma conquista histórica”.

Os petistas esqueceram que Jaques Wagner, quando ministro do Trabalho de Lula, sugeriu acabar com essa “conquista histórica” ao “flexibilizar direitos trabalhistas de micro e pequenas empresas”.

Segundo Wagner, seria uma forma de reduzir a informalidade (leia abaixo).

Mourão não falou em tirar 13º e as férias, o General Mourão falou que há encargos trabalhistas sem contrapartida do Governo ou participação do empregado, a exemplo do 13º e adicional de férias, e que a diminuição de tributos seria benéfica, daí a necessidade de uma reforma séria que possa gerar empregos.

Distorceram a fala dele e pegaram apenas um trecho da fala. Ele não falou em suprimir o 13º e 1/3 férias, mas que a forma de financiamento está errada porque é toda da empresa, por isso que a diminuição de tributos é necessária para aliviar a folha de pagamento. Distorceram a fala dele com fins políticos. Mas o que ele disse faz todo sentido e só beneficiará a população.

Amauricio Borba

Formado em Economia, Jornalismo e Ciências Políticas pela UNIVILLE – SC. Gaúcho de nascimento e catarinense de coração. Conservador de Direita sempre em defesa da ética, da liberdade de expressão e por um Brasil mais justo. Apaixonado por vendas é fundador do Jornal Expresso Diário
Amauricio Borba

DEIXE UM COMENTÁRIO