Após prisão de Temer, PT entra em pânico com a possibilidade da Dilma ser a próxima

Em Brasília, integrantes do Partido dos Trabalhadores relataram que há uma ala que teme a prisão da ex-presidente Dilma Rousseff.

O temor surgiu após o vazamento de parte da delação de Antônio Palocci ano passado. À Polícia Federal, o ex-ministro da Fazenda e da Casa Civil do PT afirmou que Dilma atuou para atrapalhar as investigações da Lava Jato e que a campanha de Dilma Rousseff foi marcada pelo uso de doações eleitorais oficiais para esconder o pagamento de propina.

Palloci detalhou à PF todo o processo para conseguir R$ 50 milhões para a campanha de Dilma Rousseff em 2015.

É inegável que o trabalho da Lava Jato tem sido esplendoroso para o desenvolvimento de uma República livre – ou cada vez mais livre – da corrupção, e podemos perceber isso no desenrolar das prisões de grandes políticos que, independente de seus partidos, estão sendo obrigado a pagar por seus erros contra a população.

Foi assim com Lula agora com Michel Temer e também no Rio de Janeiro, onde no momento são 5 ex-governadores presos. Sérgio Cabral, Anthony e Rosinha Garotinho, Luiz Fernando Pezão e agora, Moreira Franco.

Amauricio Borba

Formado em Economia, Jornalismo e Ciências Políticas pela UNIVILLE – SC. Gaúcho de nascimento e catarinense de coração. Conservador de Direita sempre em defesa da ética, da liberdade de expressão e por um Brasil mais justo. Apaixonado por vendas é fundador do Jornal Expresso Diário
Amauricio Borba

DEIXE UM COMENTÁRIO