Bolsonaro precisará de 500 mil assinaturas até março para criar novo partido ‘puro sangue’

(Brasília - DF, 19/07/2019) Presidente da República, Jair Bolsonaro, durante solenidade ao Dia Nacional do Futebol.rFoto: Marcos Corrêa/PR

A equipe jurídica que trabalha pela saída do presidente Jair Bolsonaro do PSL estima que as 500 mil assinaturas necessárias para criação de um novo partido devem ser entregues até março de 2020 ao Tribunal Superior Eleitoral.

A ideia de Bolsonaro parece mesmo ser criar um partido ‘puro sangue’, somente com aliados ideológicos do presidente para evitar situações similares a que ocorreu no embate entre Eduardo Bolsonaro e Delegado Waldir.

Segundo a advogada de Bolsonaro, Karina Kufa, a ideia é retirar o partido do papel a tempo de lançar candidatos a disputa eleitoral municipal do próximo ano.

Para isso, a corte eleitoral teria de aprovar a legenda 6 meses antes das eleições, ou seja, até abril.

Bolsonaro deve anunciar a sua saída do PSL e apresentar plano para viabilizar novo partido em reunião na tarde desta terça-feira, 12, com deputados aliados do PSL, assinala o Portal Terra.

Bolsonaro poderia levar com ele quase a metade da bancada do PSL na Câmara, composta por 53 deputados, caso não houvesse entraves jurídicos que podem implicar na perda dos mandatos.

A migração só deve ocorrer se o novo partido for aprovado. A saída do partido já é tratada abertamente por aliados.

O nome do novo partido deve ser Aliança pelo Brasil, mas Bolsonaro disse ontem que o martelo não havia sido batido.

DEIXE UM COMENTÁRIO