Contador aplica golpe de mais de R$ 100 milhões na empresa de refrigerantes Dolly

0

A empresa de refrigerantes Dolly, que foi alvo de uma operação por suspeita de fraude em impostos, diz que foi roubada por um contador.

A Ragi Refrigerantes, uma das fábricas do grupo Dolly, em Diadema, na Grande São Paulo, retomou as operações na última segunda-feira.

A produção tinha sido interrompida na semana passada depois que a Secretaria da Fazenda de São Paulo cassou a inscrição estadual de empresas relacionadas à marca por falta de pagamento de impostos.

Para a unidade voltar a funcionar, foram recolhidos R$ 33 milhões em ICMS. Dinheiro que, segundo o presidente da Dolly, tinha sido enviado ao escritório de contabilidade encarregado de quitar os tributos.

Confira matéria do SBT:

 

Segundo o diretor da Dolly a empresa de contabilidade encarregada de efetuar os pagamentos utilizava os valores depositados para custear despesas pessoais de seus proprietários e não repassava os valores para a Receita Federal.

Ao Ministério Público, um dos donos da empresa de contabilidade, Esaú Vespucio Domingues, confessou o golpe e acusou o sócio majoritário, Rogério Raucci, de planejar a fraude.

CURTA O JORNAL EXPRESSO DIÁRIO NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS