De vermelho e boina preta, Gisele faz referência a Che Guevara em desfile da Chanel em Cuba

0
0

Gisele Bündchen apareceu de vestido vermelho e boina preta, em clara referência ao herói da revolução cubana Che Guevara, para o desfile da Chanel em Havana, nesta terça-feira (3). Depois da visita do papa Francisco, de Barack Obama e dos Rolling Stones, foi a vez do símbolo máximo do luxo capitalista chegar à ilha de Fidel.

O acontecimento histórico levou 600 fashionistas, entre clientes VIPs, jornalistas, celebridades e amigos de Karl Lagerfeld, a Havana. Todos chegaram ao Passeo Del Prado, local da apresentação, em carreata de táxis rabo de peixe, que já viraram verdadeiros cartões-postais da ilha de Fidel. A chuva que cai sobre a capital cubana preocupa os organizadores do evento, já que tudo rola a céu aberto.

A linha de alto verão da maison francesa tem perfume masculino e inspirada nas cores do Caribe e referências locais. Entre as peças, que desembarcam no Brasil em outubro, destaque para as estampas de carros antigos, releituras de guaiaberas – camisas tradicionalmente masculinas, que carregam quatro bolsos -, chapéus estilo Panamá produzidos pela Maison Michel e camisetas com prints Coco Cuba Libre.

CURTA O JORNAL EXPRESSO DIÁRIO NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS