Gilberto Gil terá que devolver R$ 1 milhão da Lei Rouanet

A produtora do cantor e ex-ministro da Cultura no governo Lula, Gilberto Gil, terá que devolver R$ 1 milhão captados dos pagadores de impostos por meio da Lei Rouanet.

A prestação de contas do show, CD e DVD “Gil + 10”, realizado em 2010 reunindo Gil, Milton Nascimento, Mart’nália, Dona Ivone Lara e outros artistas, foi reprovada em 2017.

A produtora de Gil, a Gege Produções Artísticas, captou na época R$ 800 mil via Lei Rouanet para fazer o show, cujo valor atualizado chega na casa do milhão.

Esta semana o recurso da produtora contra a reprovação foi negado. Com a extinção do Ministério da Cultura, o processo está no escopo da Secretaria Especial da Cultura, na pasta da Cidadania, e não cabe mais recurso.

O EXPRESSO DIÁRIO É UMA MÍDIA ALTERNATIVA CONSERVADORA PARA QUEM BUSCA INFORMAÇÕES PRECISAS E INTERPRETAÇÕES EQUILIBRADAS DOS PRINCIPAIS FATOS DO BRASIL E DO MUNDO. CURTA É GRÁTIS!

ASSINE O EXPRESSO DIÁRIO, É GRÁTIS

DEIXE UM COMENTÁRIO