Janot tentou inocentar Lula no caso do triplex

0
0

A sentença proferida por Sérgio Moro no caso tríplex foi golpeada por um parecer de Rodrigo Janot, na época procurador geral da República. O documento foi enviado ao Supremo Tribunal Federal no mês passado.

No documento, Janot afirma que Léo Pinheiro não fechou acordo de delação premiada com o MPF e, portanto, não havia elemento de prova obtido a partir dessas tratativas preliminares.
O antigo PGR também apontou que o mesmo acordo foi fechado e homologado pela Justiça e seria necessário investigar se as falas e os indícios de provas eventualmente entregues por Pinheiro seriam verdadeiros.
O entendimento foi benéfico para a defesa de Lula, que utilizou o parecer de Janot para sustentar que o petista foi condenado com base em “falatório” e “sem prova”.

CURTA O JORNAL EXPRESSO DIÁRIO NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS