Suíça proíbe mesquitas financiadas pela Arábia Saudita e a pregação em árabe

0
1

As mesquitas financiadas por países como a Arábia Saudita e o Catar e a pregação em árabe na Suíça acabaram. 

A Suíça ainda está lutando contra o Islã. A câmara baixa do parlamento suíço votou por maioria para proibir as mesquitas que são financiadas pelos países árabes com o objetivo de evitar a radicalização delas.

A lei, que ainda não passou pelo Senado, forçará as mesquitas a declarar todos os seus rendimentos e a explicar de onde as doações são provenientes.

Mas, além disso, de acordo com os relatórios Neue Zuercher Zeitung, também foi proibido pregar em árabe. De agora em diante, a pregação deve ser feita em alemão, francês ou italiano.

O voto, que aconteceu esta semana, recebeu 94 votos a favor e 89 contra. O objetivo da nova lei é contra o Islã e evitar a radicalização  graças à ajuda de países como a Arábia Saudita e o Catar, que controlaram muitas mesquitas em toda a Europa.

A Arábia Saudita é conhecida pelo financiamento das mesquitas mais radicais da Europa. Um exemplo é o seu financiamento para a mesquita do Parque Finsbury em Londres, famosa por seus links para o lado mais radical do Islã.

CURTA O JORNAL EXPRESSO DIÁRIO NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS