Odebrecht afirma que o comandante geral da corrupção seria Michel Temer e não o Lula

Os executivos da Odebrecht durante delação premiada, desmentiram o Procurador Dallagnol que havia afirmado que o ex-presidente Lula seria o chefe dos desvios da Petrobrás.

Segundo a Odebrecht, o comandante do núcleo na Câmara, era o Presidente da República, Michel Temer (PMDB).
Lula não foi citado na delação.

Temer teria pedido 10 milhões de reais a Marcelo Odebrecht em um jantar no Palácio do Jaburu, sendo que Eliseu Padilha ficou na responsabilidade de receber 4 milhões desse total.
Além de Temer e Padilha, foram delatados os senadores Renan Calheiros, Romero Jucá e Eunício Oliveira.

CLICK POLITICA

COMENTÁRIOS