12 medidas para reindustrialização do Brasil

1) Criação de um programa de financiamento de empresas de capital nacional pelo BNDES. O BNDES é importante que tenha uma taxa de juros baixa, porém acima da inflação para não financiar empresa que não seriam competitivas. Isso implica também em uma política monetária que tenha inflação baixa e o crédito não ser subsidiado.

2) Parcerias entre as universidades federais e empresas privadas de capital nacional para que os alunos nos cursos de engenharia ajudem essas empresas a melhorarem seus produtos e se tornarem mais competitivas perante suas concorrentes de capital externo.

3) Política monetária responsável. Um fator que afeta a competitividade é o câmbio real. O câmbio real é o preço dos bens estrangeiros em termos de bem local. É dado pela equação θ= E x (P*/P). Onde “θ” é o câmbio real, “E” é o câmbio nominal(o que aparece nos jornais) , “(P*/P)” é o relativo de índices de preços externos e internos, “P*”o índice de preços externos e “P” o índice de preços interno. Como mostra essa equação, uma aceleração inflacionária interna tira competitividade via câmbio da economia brasileira perante a economia externa. A inflação acelerando muito, não adianta usar o BNDES que as empresas externas ficam mais competitivas perante as nossas.

4) Melhora contínua do sistema educacional nas “Ciências pesadas”. O campo das ciências naturais e engenharias é importante no processo de fortalecimento da indústria por criar a melhorar o capital humano. Capital humano é gente que tenha qualificação para exercer profissões específicas e na realização de pesquisas para a melhora de seus produtos

5)Política protecionista com data para acabar. Medidas de protecionismo não podem ser usadas de forma perpétua nos setores da indústria. O protecionismo ele deve ser momentâneo e o setor sofrer uma abertura gradual, de forma que os produtores consigam se adaptar a abertura do mercado sem sair do mercado.

6) Criação da “LCInd”(Letra de crédito industrial), que seria um sistema de títulos para se aplicar a longo prazo e gerar recursos para o financiamento da indústria de capital nacional. Assim como mecanismos para que esses setores que receberem este crédito se perpetuem como sendo de capital nacional.

7) Fim da política de elevação do salário mínimo real sem elevação da produtividade. O salário é a remuneração da produtividade da mão de obra que o trabalhador vende para a empresa. A empresa só deve pagar o que ela vai usar na produção.Se as empresas pagar a mais, ela perde competitividade para as concorrentes. A remuneração é todos os custos que a empresa tem com o funcionário. Para a empresa se manter no mercado, a mão de obra que ela comprar deve render para a empresa no mínimo o valor que a empresa gastou comprando mão de obra.

8) Infraestrutura. A infraestrutura é importante pois ela dá viabilidade de acesso a mercados e viabiliza a operação das empresas no mercado por redução de custos e melhora na eficiência de alocação dos recursos.

9) Instituições fortes. O papel das instituições seria criar leis não discricionárias. As leis discricionárias não premiam a eficiência dentre os agentes residentes e sim um lado que seja “querido do rei”.Essa viés da legislação pode ser a escolha de uma empresa por que o dono tem amigo político no processo de funcionamento do Estado(corrupção), elaboração de leis que visem ajudar um lado(muito comum na elaboração de leis do mercado de trabalho com a pretensão de “dar direitos”). É necessário também a redução de burocracia nos processos de abertura e fechamento de empresas, bem como o pagamento de impostos e liberação de licenças para operação

10) Estímulo a concorrência interna. Com a criação de empresas de capital nacional, é necessária a criação de concorrência entre essas empresa para que sejam forçadas via mercado a melhorarem seus produtos e premiem a eficiência. O que indica um papel central do marco regulatório que cria a regulamentação buscando estimular a concorrência interna.

11) Política fiscal responsável, onde o gasto do governo não gere dominância fiscal e Crownding out. Assim a inflação permanece baixa e a taxa de juros estrutural cai.

12) Reforma bancária. A reforma do setor bancário serviria para gerar maior concorrência no setor e assim reduzir os juros via mercado. O que financiará a economia de forma sustentada.


GOSTOU DESTA NOTÍCIA? ENTÃO CURTA E COMPARTILHE, É GRÁTIS! ISSO NOS MOTIVA A CRIAR MAIS CONTEÚDO DE QUALIDADE PARA VOCÊ!

AJUDE A MANTER ESTE SITE ONLINE, FAÇA UMA DOAÇÃO


COMENTÁRIOS