Haddad exige que Bolsonaro faça em quatro meses o que não fez em sete anos como ministro da Educação

O jornalista Augusto Nunes usou seu espaço na Revista Veja para explicar a tática “malandra” de Fernando Haddad.

“Haddad exige que o governo faça em quatro meses o que não fez em sete anos como ministro da Educação” disse o jornalista.

Não é só Fernando Haddad que ignora a roubalheira do governo Lula e de Dilma. É a esquerda inteira.

Podemos ver um exemplo bem detalhado em respeito das últimas “manifestações” contra os “cortes” na educação pelo presidente Jair Bolsonaro.

No governo da petista Dilma, foi a presidente que mais cortou verbas da educação, e ninguém viu manifestação alguma.

Dilma, só em 2015, cortou cerca de R$ 10 bilhões de reais da educação, ao mesmo tempo que doou cerca de R$ 50 bilhões de reais para países comunistas e ditadoresConfira uma matéria completa do Expresso Diário sobre o assunto aqui.

Siga o EXPRESSO DIÁRIO no TWITTER e acompanhe todas as notícias em tempo real.

Antes mesmo de oficializar o represamento de orçamento no âmbito do ajuste fiscal, o corte atingiu programas como o Financiamento Estudantil (Fies) e o Pronatec, as duas principais bandeiras de Dilma na área da educação durante as eleições de 2014. “Pátria Educadora”.

Amauricio Borba

Formado em Economia, Jornalismo e Ciências Políticas pela UNIVILLE – SC. Gaúcho de nascimento e catarinense de coração. Conservador de direita em defesa da ética, da liberdade de expressão e por um Brasil mais justo. Apaixonado por vendas é fundador do Jornal Expresso Diário
Amauricio Borba