Porque mandar o filho para um intercâmbio de férias pode ser positivo para seu amadurecimento

Sabemos que todas as mamães, querem seus filhotes sempre por perto. Mas, a
verdade é que precisamos prepará-los para o mundo, e o intercâmbio pode ser
uma maneira positiva de estimular o amadurecimento deles. Pensando nisso,
preparamos um conteúdo especial falando justamente sobre esse processo.

Olha só que bacana:

Conheça agora alguns benefícios de passar um período fora do país

Conhecer um lugar novo e viver em uma cultura diferente da sua são, por si
só, experiências desafiadoras.

Durante o intercâmbio, além dessas questões, ainda há a necessidade de
compreender e ser compreendido por falantes nativos de um idioma diferente.
Se você ainda tem alguma dúvida de que viver isso na pele auxilia, e muito,
no amadurecimento e desenvolvimento pessoal do seu filho, continue lendo
este artigo.

Respeito às diferenças

Pense no seu círculo social. Provavelmente, as pessoas com quem você mais convive são familiares, pessoas do seu trabalho, amigos dos seus amigos e
por aí vai. Todas essas pessoas possuem características ou, pelo menos, algo em comum com você, certo?

Quando você só mantém contato com quem detém de opiniões e cultura semelhantes às suas, é difícil se colocar no lugar de quem é diferente e enxergar através de uma perspectiva distinta.

Durante um intercâmbio, o estudante precisa conviver com o novo diariamente. Afinal, além da imersão em um país que não é o seu, nas escolas há alunos dos quatro cantos do mundo.

Isso faz com que o intercambista aprofunde sua capacidade de aceitar e
respeitar as diferenças, tornando-se um ser humano mais empático e que se
importa genuinamente com o próximo.

Resiliência

A capacidade de se adaptar à diferentes situações é também conhecida pelo termo resiliência.

Em um mundo que evolui e muda constantemente, ter resiliência para enxergar aprendizados e não deixar que pequenos imprevistos se tornem grandes
barreiras é fundamental.

Durante o intercâmbio o aluno se depara com muitos desafios, o que o força
a aprender a pensar rápido antes de agir, lidar com imprevistos e se
adaptar ao novo, sem que isso se torne um fardo.

Inteligência emocional

Aprender a lidar com a saudade de casa e dos amigos mais próximos também é
positivo. Afinal, para conseguir aproveitar ao máximo a experiência de um
intercâmbio é preciso administrar essas emoções, habilidade é conhecida
como inteligência emocional.

Responsabilidade

A administração do próprio dinheiro, atenção aos horários da aula e o
convívio com estranhos são situações comuns durante o intercâmbio. A
ausência dos pais nesse período faz com que o aluno entenda que é o único
responsável pelas atitudes que toma, o que desperta a maturidade e o
pensamento crítico.

Segundo alguns psicólogos, essa exposição a desafios na adolescência, junto à necessidade da tomada de decisões, faz com que o intercambista se torne um adulto mais seguro e com mais autonomia.

Contato com outro idioma

Além do período do próprio intercâmbio, as amizades feitas em um país diferente são para a vida toda. Por isso, ainda que o tempo de permanência fora do Brasil seja de 1 ou 2 meses, o contato com outro idioma não acaba com a viagem de volta para casa.

E não existe um jeito melhor de acelerar o aprendizado do que o contato
direto com o idioma. Por isso, ainda que o aluno não volte fluente, o contato diário com english speakers ajuda a destravar o aprendizado e melhorar, sobretudo, a capacidade de se comunicar.

Ainda tem dúvida sobre os benefícios de mandar o seu filho para um intercâmbio de férias?

Tão importante quanto o investimento em boas escolas, é o estímulo de valores como autonomia, inteligência emocional e o aprendizado de novos idiomas. Pense
nisso.

GOSTOU DESTA NOTÍCIA? ENTÃO CURTA E COMPARTILHE, É GRÁTIS!

ASSINE O EXPRESSO DIÁRIO, É GRÁTIS

COMENTÁRIOS