Ex-mulher de Bolsonaro desmente FakeNews da Folha de que foi ameaçada de morte pelo presidenciável

Ana Cristina Siqueira Valle, ex-mulher do candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, teria informado ao Itamaraty em 2011 que foi ameaçada de morte por Bolsonaro e por isso, em 2009, deixou o Brasil rumo à Noruega com o filho do casal, Jair Renan, então com 11 anos.

A informação foi publicada nesta terça-feira 25 pelo jornal Folha de S. Paulo, que teve acesso a um telegrama arquivado no órgão. À época, o casal brigava na Justiça do Rio de Janeiro pela guarda da criança.

Em um vídeo divulgado nas redes sociais nesta terça, a ex-mulher de Bolsonaro negou a ameaça de morte. “Nunca. Pai do meu filho, meu ex-marido, ele é muito querido por mim e por todos. Ele não tem essa índole para poder fazer tal coisa, bom pai, bom ex-marido, foi um bom marido também. Espero que vocês acreditem”, diz ela.

Ana Cristina Valle declara que a imprensa pretende “denegrir” a imagem do candidato do PSL porque ele está em primeiro lugar nas pesquisas eleitorais. “Nada vai fazer com que ele caia, ele está em pé depois de tudo que aconteceu e vai continuar e vai chegar à Presidência”, afirma Ana Cristina, que diz acreditar na vitória de Jair Bolsonaro em primeiro turno.

Siga o EXPRESSO DIÁRIO no TWITTER e acompanhe todas as notícias em tempo real.

Assista o vídeo na íntegra:

Amauricio Borba

Formado em Economia, Jornalismo e Ciências Políticas pela UNIVILLE – SC. Gaúcho de nascimento e catarinense de coração. Em defesa da ética, da liberdade de expressão e por um Brasil mais justo. Apaixonado por vendas é fundador do Jornal Expresso Diário
Amauricio Borba

DEIXE UM COMENTÁRIO