Rede esquerdista CNN Chile insinua que Bolsonaro mandou matar Marielle

Em um texto publicado na última sexta-feira (15), a CCN Chile – franquia da rede de extrema-esquerda americana CNN – insinua que todas as pistas da investigação sobre o mandante do assassinato de Marielle Franco “levam a Bolsonaro”.

Segundo a publicação, “todas as pistas” seriam:

  • Ronnie Lessa – ex-policial suspeito de atirado contra a vereadora – mora no mesmo condomínio de Bolsonaro;
  • Jair Renan, filho de Jair Bolsonaro, ter namorado uma filha de Ronnie – mesmo que a polícia tenha descartado que essa informação tenha importância;
  • O suposto condutor do carro de onde saíram os disparados, Élcio Queiroz, tem uma foto com Bolsonaro;
  • A mãe e a esposa de um miliciano terem trabalhado como assessores de Flávio Bolsonaro;
  • E Jair Bolsonaro e seus filhos “terem defendido milícias por anos”.

A CNN Chile pensa que sabe mais do que a polícia. Ou deseja muito ser processada.

DEIXE UM COMENTÁRIO

CONTEÚDO RECOMENDADO
loading...