Coube a Eugênio Aragão, ex-procurador da República e ministro da Justiça nos estertores do governo de Dilma, trazer Lula à realidade.

Logo após ser condenado em segunda instância, o petista teve uma conversa franca com Aragão, doutor em direito pela universidade alemã Ruhr-Universität Bochum.

Na ocasião, o ex-presidente ouviu do amigo e especialista: “Esqueça a candidatura, presidente. Com essa decisão do tribunal, você está inelegível”.

CURTA O EXPRESSO DIÁRIO NO FACEBOOK E ACOMPANHE AS NOTÍCIAS MAIS IMPORTANTES

COMENTÁRIOS