Jornalista acusa Revista de receber R$ 600 milhões para difamar e derrubar Bolsonaro

A jornalista Joice Hasselmann denunciou uma suposta “propina milionária” para difamar e derrubar o candidato a presidente Jair Bolsonaro.

“Recebi uma informação de uma boa fonte de que uma das maiores revistas do país fechou um grande acordo financeiro para tentar destruir o deputado Jair Bolsonaro em sua campanha para presidente.

Segundo essa fonte segura o valor da negociação foi fechado em R$ 600 milhões”. Disse a jornalista.

Confira todos os detalhes nos vídeos abaixo onde a Jornalista detalha os fatos.

 

 

Joisse Hasselmann já trabalhou na revista Veja e segundo ela foi demitida por fazer comentários sobre o ex-presidente Lula. A jornalista revelou que a revista começou a receber “pressão” por seus comentários na TVeja, especialmente após afirmar que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua sucessora, Dilma Rousseff, “roubaram a esperança” do país.

Joice afirmou ainda ter ouvido de diretores de “altíssimo clero” que “empresários começaram a ligar”. Ele teria pedido para que ela ponderasse seus comentários ao citar o vídeo no qual disse que Lula era um câncer. A jornalista questionou o diretor. “Tem que extirpar, arrancar, como se fosse um câncer mesmo e fazer quimioterapia no Brasil para salvar essa nação brasileira”.

Amauricio Borba

Formado em Economia, Jornalismo e Ciências Políticas pela UNIVILLE – SC. Gaúcho de nascimento e catarinense de coração. Conservador de Direita sempre em defesa da ética, da liberdade de expressão e por um Brasil mais justo. Apaixonado por vendas é fundador do Jornal Expresso Diário
Amauricio Borba

DEIXE UM COMENTÁRIO