Juíza exerce a lei e nega todas as visitas mantendo Lula confinado

A juíza Carolina Lebbos negou nesta segunda-feira (23) os pedidos de visita ao ex-presidente Lula, entre eles a visita de Dilma Rousseff.

A magistrada também não autorizou a ida de uma comissão de deputados para vistoriar a Superintendência da PF (Polícia Federal) em Curitiba, onde Lula é mantido preso por corrupção no caso triplex do Guarujá.

Sobre visitas, a magistrada ressalta que, em duas semanas, chegaram “requerimentos de visitas que abrangem mais de uma dezena de pessoas, com anuência da defesa, sob o argumento de amizade com o custodiado”. Entre os pedidos, havia solicitações da ex-presidente Dilma Rousseff e da senadora Gleisi Hoffmann.

Para Carolina, “o alargamento das possibilidades de visitas a um detento, ante as necessidades logísticas demandadas, poderia prejudicar as medidas necessárias à garantia do direito de visitação dos demais”.

Além de Dilma e Gleisi, também houve pedidos que iam do vereador Suplicy, O coronel Ciro Gomes (PDT) ( que afirmou querer sequestrar Lula caso ele fosse preso) e o presidente de seu partido, o ex-ministro Carlos Lupi, também desejavam ver Lula.

JORNALISMO DE QUALIDADE MERECE SER APOIADO, CURTA O EXPRESSO DIÁRIO NO FACEBOOK E ACOMPANHE AS NOTÍCIAS MAIS IMPORTANTES

COMENTÁRIOS