Marcelo Vasconcelo – Brasil Paralelo e o documentário do fim do mundo

 

O Brasil Paralelo é um grupo de jovens entusiastas que resolveu participar do debate público contribuindo com conteúdo sobre história. Há tempos que ouvimos dizer que a nossa história é contada de forma parcial e tendenciosa, esse grupo vem, então e começa a produzir conteúdo de alta qualidade sobre o assunto, por meio de documentários.

Todos os documentários que eles produzem são disponibilizados de forma totalmente gratuita no canal deles no YouTube. Com essa iniciativa, o Brasil Paralelo proporciona ao público uma oportunidade de conhecer o outro lado da história que seus professores, provavelmente, não falaram e os livros não contaram.

Recentemente, por ocasião do dia 31 de março, dia em que se relembra a tomada do poder pelos militares em 1964, toda a imprensa, como sempre, resolveu polemizar e tentar desgastar ainda mais a imagem do governo Bolsonaro. Não ficou somente na imprensa, o caso foi até parar no judiciário, com pedido de proibição de uma suposta comemoração.

Neste contexto, o Brasil Paralelo lança seu documentário intitulado: 1964:  O Brasil entre Armas e Livros , um material de alta qualidade com depoimento de especialistas nacionais e estrangeiros sobre o assunto.

Ocorre que, como sempre, o documentário foi impedido de ser veiculado em vários lugares do país, notadamente em universidades recheadas de esquerdistas intolerantes e odiosos, os mesmos que se dizem representantes do amor fraterno e de toda bondade humana!

Mas, não foi somente boicotado nesses ambientes (já esperado) onde é o habitat natural e predominante de mentes reacionárias e violentas em grande parte, até mesmo em salas de cinema o Documentário foi boicotado!

A Cinemark, rede de cinemas, proibiu a reprodução após protestos da extrema esquerda, disse que não se envolvia em questões políticas, mas, ao proibir a reprodução do documentário já estava se envolvendo e aceitando a imposição dos extremistas de esquerda! Ora bolas!

A Folha de São Paulo, como de costume, estampa matéria com os dizeres: Filme pró-golpe militar foi exibido por erro, informa Cinemark – 02/04. Percebam, caros leitores, que o simples fato de demonstrar o outro lado da história por meio de especialistas no assunto é divulgado como se fosse um material feito no quintal de um membro do PT ou do PSOL, isso sim seria tendencioso!

Não se trata de um material pró-golpe, outrossim, trata-se de um conteúdo de alta qualidade com depoimento de profissionais especialistas.

O que fica com toda essa balbúrdia promovida pelos extremistas que resistem ao Estado Democrático é que são sempre, em sua maioria, hipócritas esclerosados e odiosos que não suportam convier com opiniões ou visões contrárias.

Estamos num estágio de nossa história que eles não esperavam tão cedo, o Brasil acordou, não aceitamos mais meias verdades, não acreditamos mais em discursos populistas de mentes corruptas e enganadoras.

O Brasil Paralelo está aí, é uma realidade, a narrativa decrépita e sem vigor da esquerda partidária está se dissolvendo como um cubinho de gelo ao sol, e nós vamos evaporar essa velha narrativa mentirosa da nossa história.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO