O mercado do futebol brasileiro explodiu

Há dois motivos para o mercado de janeiro ter explodido e alcançado o recorde de transferências entre clubes brasileiros: 1. Os times têm receitas maiores que há cinco anos; 2. Flamengo e São Paulo tentam convencer suas torcidas que os troféus não vão demorar.

Foram mais de R$ 170 milhões envolvidos em compras e vendas dentro do Brasil, um recorde para o qual contribuíram casos como o de Pablo, negociado pelo Athletico-PR com o São Paulo por 7 milhões de euros (R$ 31 milhões), e De Arrascaeta, a maior contratação da história do país, por quem o Flamengo pagou 15 milhões de euros (R$ 63 milhões).

Siga o EXPRESSO DIÁRIO no TWITTER e acompanhe todas as notícias em tempo real.

O Flamengo já desembolsou R$ 85 milhões na janela. Além do uruguaio, pagou R$ 22 milhões por Rodrigo Caio. O clube carioca foi hábil para conseguir de graça a liberação de Gabriel, da Internazionale, mas pagará mais de R$ 1 milhão de salário. As duas maiores folhas de pagamento, de Palmeiras e Flamengo, aproximam-se de R$ 13 milhões mensais. São R$ 169 milhões por ano, 28% da receita prevista dos times mais ricos do país.

Amauricio Borba

Formado em Economia, Jornalismo e Ciências Políticas pela UNIVILLE – SC. Gaúcho de nascimento e catarinense de coração. Conservador de direita em defesa da ética, da liberdade de expressão e por um Brasil mais justo. Apaixonado por vendas é fundador do Jornal Expresso Diário
Amauricio Borba