Filho mais velho de Fidel Castro morre de depressão

Fidel Castro Díaz-Balart morreu quinta-feira em Havana. Ele tinha 69 anos e não conseguiu superar a grave depressão que sofreu.

Castro Diaz-Balart, o único filho nascido do primeiro casamento de Fidel Castro com Mirtha Díaz-Balart e que na ilha é popularmente conhecido como “Fidelito” estava sob um “estado depressivo profundo” por vários meses, de acordo com mesma fonte.

O falecido, físico nuclear, foi assessor científico do Conselho de Estado de Cuba, o mais alto órgão governamental da ilha, e vice-presidente da Academia de Ciências do país caribenho.

Amauricio Borba

Formado em Economia, Jornalismo e Ciências Políticas pela UNIVILLE – SC. Gaúcho de nascimento e catarinense de coração. Em defesa da ética, da liberdade de expressão e por um Brasil mais justo. Apaixonado por vendas é fundador do Jornal Expresso Diário
Amauricio Borba

DEIXE UM COMENTÁRIO